Leitura na Primeira Infância: quando começar a ler para uma criança?

Memória, estímulo à sensibilidade, atenção seletiva e outros benefícios da leitura na primeira infância.

A resposta é simples: o quanto antes! Não existe idade certa para introduzir a leitura na vida de uma criança, porém quanto mais cedo o contato com o mundo dos livros, maiores os benefícios.

Dentre os diversos benefícios dessa atividade, muitos se relacionam ao desenvolvimento psicológico e cognitivo. Afinal, os bebês podem não entender o que está sendo dito, porém ele perceberá a diferença de ritmo de fala. "Para os bebês, a leitura de histórias que assustam é sempre boa sugestão. Os pequenos se entregam ao ritmo, à cadência e à entonação usadas pelo narrador. Melhor ainda se a criança já tiver capacidade de entender o enredo, ou pelo menos parte dele. Aí, ela se empolga de vez.” diz Cláudia Leão, criadora do projeto Leitura no Berçário! Por que não?

Além do despertar para o modo de fala, a leitura estimula a seleção seletiva, ou seja, estimula a criança a manter a concentração em um período de tempo maior. Estimula também a memória, uma vez que começa a entender o enredo, relembra passagens e permite o entendimento da noção de tempo (passado, presente e futuro).

Há ainda outros benefícios, como o estímulo à criatividade e a imaginação. Principalmente quando feita em grupo, a leitura torna-se mais do que um mero momento de apreciação ao livro. Envolvendo outras atividades como fantoches, marionetes e mímica, promove uma conexão com a criança, e esta passa a ver o livro como algo divertido, como um brinquedo.

É neste momento que a escola torna-se um grande veículo. Muitos pais não sabem desses benefícios que a leitura pode proporcionar, por isso ao incentivar a criança ao mundo dos livros acaba por incentivar os pais também a progredir com a incitação provocada nas crianças. Um projeto interessante é o “Espaço de Ler, Direito de Todos” que foi implementado em nove creches e atende 950 crianças. “A cada 15 dias, os próprios pais são convidados a ler histórias para toda a turma. Isso estimula os pequenos a levar livros para casa e continuar por lá a "brincadeira" de leitura com o resto da família”. Ou seja, além de incentivar a leitura e promover diversos benefícios à criança, é possível também tornar essa pratica uma atividade de conexão familiar.

Mas dentre todos os benefícios, vale ressaltar que o incitamento da leitura na Primeira Infância promove leitores. O estímulo desde cedo forma o leitor do futuro. O livro passa a ser visto mais do que um mero objeto de conhecimento, mas também, um objeto de entretenimento e de diversão para toda a vida.


Fontes: Nova Escola

 


voltar